Não há um único pronunciamento oficial do CERNE – oriundo, portanto, de seu grupo moderador – que respalde esta atitude de “angariar membros” que se sentiam, de algum modo, “renegados” pela RCC BR ou Frater. O CERNE não é uma “opção de vinculação formal” que confira ou retire “comunhão com a Igreja”; somos um centro de estudos. Não pretendemos ser uma “segunda opção de vínculo” e estamos fazendo sincera e convicta busca para fomentar, nos nossos amigos do CERNE, o desejo de vinculação ao CHARIS (sem necessidade de intermediação do CERNE).

Os membros da moderação, por sua vez, são pessoas em comunhão com seus Bispos, em suas Igrejas Particulares, e pertencem a expressões carismáticas lícitas e válidas. Dentre os que se juntaram ao redor do CERNE há membros do atual Serviço Nacional de Comunhão; contudo, a adesão ao CERNE como beneficiário de seus serviços é totalmente livre, de modo que todos os que desejarem… encontrarão portas abertas.

Follow by Email
Facebook
Instagram